14 de fevereiro de 2016

Resenha: Escravas de Coragem - Kathleen Grissom

Escravas de Coragem: a história de uma escrava branca e o amor inabalável por sua família negra.

Autora: Kathleen Grissom
Editora: Arqueiro
Lançamento: 2014
Tradutora: Vera Ribeiro.
Páginas: 336.
Classificação: 5/5 estrelas. Favoritado!

Livro que indico para todos e se você está querendo sair de sua zona de conforto, este livro é uma ótima escolha.

O livro é maravilhoso e emocionante, uma história que dificilmente esquecerei.

RESENHA:

Em 1791 numa viagem de navio rumo aos Estados Unidos, Lavínia perde os pais e Capitão Pyke, não tem outra escolha a não ser levá-la a sua fazenda Carvalhos Altos para ser sua escrava.
Na fazenda, Lavínia é deixada aos cuidados de Belle na casa da cozinha, onde vive com uma família de escravos responsável por cuidar da casa grande, e lá, a menina passa parte da infância aprendendo suas futuras tarefas do casarão.
A partir daí, criam-se laços de afeição tão fortes que Lavínia passará a ser parte da família. Entretanto, por ser branca, ela adquire certos privilégios que, aos poucos, distanciam-na de sua família até um ponto em que precisará escolher entre seu destino e seus laços.


NARRAÇÃO E ESTRUTURA:

A história é narrada por dois pontos de vista: o de Lavínia e o de Belle, ou seja, o ponto de vista de uma criança inocente e branca e o ponto de vista de uma escrava.
Os capítulos são do tipo “só mais um”, daqueles que lemos 100 páginas num piscar de olhos! Possuem uma linguagem simples e gostosa. São bem curtos. E o melhor, cada personagem têm uma escrita e uma forma de narrar própria, o tempo todo parece que realmente duas pessoas contam a história á sua maneira. Nos diálogos, os escravos possuem um sotaque apaixonante.


PERSONAGENS:

São muito bem estruturados e extremamente humanizados. Inesquecíveis! São fortes e carismáticos, cada um tendo sua personalidade e seu papel crucial para a história. O tempo todo, suas escolhas causam consequências que ora serão solucionadas ora não, e só a força e o carinho da família fará com que superem.

Estes personagens souberam sofrer e, acima de tudo, souberam cuidar uns dos outros e de quem necessitasse de ajuda independente da cor e, além de tudo isso, ainda souberam proporcionar bons momentos de felicidade e amor, apesar de todo o sofrimento passado. Que personagens! 
Este livro me apresentou dois personagens que entraram para a minha lista de favoritos. Simplesmente me apaixonei!



Foi a primeira história que li sobre a época da escravidão. A autora mostrou muito bem a realidade dos negros desta época. Escravos eram mercadorias, objetos, não eram considerados pessoas, não tinham descanso, não podiam fazer suas próprias escolhas, eram desprovidos do direito, de serem felizes, não tinham direito a nada. 

O livro mostra que família está muito além de sangue e o que vale é o amor e o carinho incondicional que transformam pessoas antes desconhecidas em família. Me fez pensar: quem realmente posso chamar de família? É um romance maravilhoso, emocionante e trágico, porém, em nenhum momento é uma história pesada.
O final do livro é perfeito e condizente com a história, a autora deixa algumas coisas no ar e, por isso, eu me peguei em vários momentos me perguntando sobre o bem estar de determinados personagens. 

Enfim, em apenas 336 páginas, Grissom apresentou personagens incríveis, uma história emocionante com um desfecho inesquecível! Recomendo muitíssimo!


INSPIRADO EM FATOS REAIS

A fazenda retratada na história fica em Virgínia, nos EUA, intitulada no passado como Morro dos Negros.
Um homem conhecido do pai da autora, rastreou seus antepassados até sua origem e descobriu que eram Irlandeses. Entre os séculos XVIII e XIX, estes antepassados, uma família, vieram de navio aos EUA, porém, durante a viagem, os pais faleceram deixando órfãos três crianças: dois meninos e a menina caçula. O homem conseguiu descobrir o que acontecera com os meninos mas os registros sobre a menina não foram encontrados. E foi a partir destes fatos que Grissom criou esta incrível história!
Além disso, a autora se dedicou muito a pesquisas sobre a época, os escravos e inclusive entrevistou muitos afro-americanos cujos ancestrais eram escravos.

Tudo isso, para tornar a história o mais fiel possível a época.

33 comentários:

  1. Olá! Esse livro está sendo tão bem recomendado em tantos blogs que vou ter que furar a fila de leitura. Realmente parece lindo, tô louca para ler!
    Valeu a dica!

    Abraço!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não vai se arrepender de ter furado a fila! Haha, eu amei esse livro!

      Excluir
  2. Oi lindinha, amei sua "mais que resenha", coisa de menina inteligente e organizada, amei!!
    Já tinha visto outras resenhas e confesso não ter me chamado atenção, não curto esse lance de escravidão, mas a forma como você apresentou o livro, aguçou meu interesse.

    Também tenho um blog, mas não é nada que se comparece ao seu. Lá eu só comento os livros que leio, tudo bem simples e leve. Se quiser dar uma olhada qualquer hora dessa...
    janisecomousemcrise.blogspot.com

    Bjoo e bjoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, obrigada pelo elogio! Fico muito contente que tenha gostado! Muito mesmo! Leia sim, não vai se arrepender.
      Vou vistar seu blog, beijos!

      Excluir
  3. Assim como você, nunca li um livro relacionado a escravidão, se não A esceava Isaura. Esse parece bem cativante, ainda mais por ser ser baseada em uma história real.
    Sua resenha é bem organizada e detalhada, pode ser considerada mais uma análise literária donque uma simples resenha. Grande beijo, Ilau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca li "A escrava Isaura", mas sei a história, quem sabe um dia eu leia, deve ser muito bom!
      Obrigada!

      Excluir
  4. Olá

    Eu li! Um dos meus favoritos!
    Simplesmente lindo, me emocionou muito.
    Os personagens são inesquecíveis. Depois que terminei o livro, ainda fiquei vários dias pensando na história.
    Adorei sua resenha. Muito a altura do livro. Parabéns!

    Bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obaaa, você leu! Muito linda a história né, hoje mesmo eu me peguei pensando no livro de novo: estou lendo um livro onde um dos personagens também se chama Lavínia, aí fiquei pensando novamente em Escravas de Coragem (no final principalmente).
      Obrigaaada pelo elogio

      Excluir
  5. Olá!

    Caramba, que premissa forte! Não o conhecia, mas com certeza daria uma chance a ele. A capa está muito bonita e, de saber que é baseado em uma história real, com certeza a mensagem que ele transmite é forte.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Kamila, mesmo tendo uma mensagem forte, a autora suaviza bastante as cenas, gostei muito disso.

      Excluir
    2. Sim Kamila, mesmo tendo uma mensagem forte, a autora suaviza bastante as cenas, gostei muito disso.

      Excluir
  6. Oiee ^^
    Saber que o livro foi inspirado em fatos reais foi um dos principais motivos de eu querer lê-lo ♥ o outro é saber que ele é tão bom! Vi várias resenhas positivas dele, e todo mundo parece ter favoritado a obra, o que só me deixa ainda mais animada para lê-lo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo? Poxa, que ótimo, porque eu achei o livro realmente muuuuuito bom!

      Excluir
  7. Antes de tudo, sua resenha esta ótima!!
    Sobre o livro não tinha menor interesse, mas esses tempos atras li uma resenha linda sobre o mesmo e gora a sua veio pra lacrar, ou seja, assim que tiver a oportunidade com certeza vou ler, mas o que me chamou atenção é o seu aviso que o livro é daquele pra sair da zona de conforto e isso é que mais me agrada, pois todos os livros que me tiraram da minha zona de conforto, foram livros 100% bons
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Brubs, que bom que te convenci, ahah, você não vai se arrepender! Se o livro não faz seus estilo, ele é ótimo para sair da zona de conforto sim! Muito bom.

      Excluir
  8. Eu adoro histórias inspiradas em fatos reais. Por mais que eu não goste da história real, esse tipo de livro me chama a atenção, e na maioria das vezes gosto muito da leitura. Eu não conhecia esse, mas fiquei curiosa por esse fato, e por você tê-lo favoritado.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro! São tantos universos diferentes, tantas experiências, muita coisa para aprender.

      Excluir
  9. Oi,
    Lembro que na época do lançamento fiquei bastante curiosa com esse livro, mas acabei esquecendo. Depois dessa resenha tenho certeza que irei curti d+ esse livro, vou add na minha lista de "desejados" antes que esqueça novamente.
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adicione sim! Eu já me arrependi muito por ter me interessado por um livro e não lembrar o título por conta disso.rs

      Excluir
  10. Olá, Erica.
    Gostei bastante da forma como você desenvolveu a resenha. Eu tenho esse livro aqui, mas acredita que tinha até esquecido dele. Agora vou pegar para ler, a história parece ser emocionante. Acho que só li um livro até agora sobre esse período de escravidão e dá até vergonha das coisas que nossos antepassados fizeram.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meniiiina, não acredito! Leia sim e depois me diga o que achou! Adoro conversar sobre livros.

      Excluir
  11. Parabéns pela resenha!
    Deu pra ver que o livro trata de uma historia bem intensa, ainda mais partindo de fatos reais.
    Não conhecia, mas você já me deixou com bastante vontade de le-lo!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito emocionante! Espero que você tenha a oportunidade de ler, e que adore!

      Excluir
  12. Hello!

    Eis aí uma situação muito interessante, uma pessoa branca se tornar escrava. Convenhamos que é uma situação muito incomum, né. Gosto bastante de livros narrados sob mais de um ponto de vista, nesse caso é certo que veríamos os dois lados de uma mesma moeda. Não conhecia o livro e confesso que, se fosse pra eu comprar não compraria não viu, num gostei muito da capa e a primeira vista a história não é muito interessante. A gente fica com a pulguinha atrás da orelha só pelo que você fala.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, mas foi só elogios. Eu entendo mesmo assim, cada pessoa tem um gosto. Tem livros que muitas pessoas adoram e eu não tenho a mínima vontade de ler.

      Excluir
  13. oi
    ansiosa para ler esse livro,achei bem interessante :)
    estou vendo muitas criticas positivas e pretendo ler em breve
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, leia sim! Depois me diga o que achou! Adoro conversar sobre livros!

      Excluir
  14. Oi, tudo bem?
    Preciso dizer que amei sua resenha. Muito bem escrita.
    Não conhecia o livro, mas fiquei muito curiosa para ler, gente que premissa linda.
    Adorei ainda mais saber que o livro é narrado pelo ponto de vista de uma escrava e uma criança branca, deve ser emocionante ler essa história.
    E eu amo livros que retratam uma história real.
    Adorei e pretendo ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuito obrigada pelo elogio, eu fico muito feliz em saber disso!
      Eu gosto muito também quando os livros retratam histórias reais, mesmo que na maioria das vezes isso signifique sofrimento.:T
      Leia sim e depois me diga o que achou! (Nem que seja privado no face ou skoob).

      Excluir
  15. Olá... tudo bem??
    Caramba que história inspiradora ein... eu fico revoltada com a época da escravidão... tratar seres humanos como mercadorias e sem direito a pensamento e escolhas é o pior das coisas.. isso me deixa imensamente irritada... de verdade... achei a premissa incrível e um livro para fugir completamente de minha zona de conforto... eu sinceramente não gostaria de ter vivido nessa época... xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente um livro incrível! Um livro para ler e reler! Acho que ninguém gostaria de ter vivido nessa época.

      Excluir
  16. Oie, Erika! Eu nunca li nenhum livro sobre a escravidão norte-americana, mas parece ser bem interessante. O fato desse livro ser tão bem pesquisado e de ter uma base real é instigante, afinal fica aquele jeito de "será possível"?
    Bom, eu não conhecia o livro, mas achei super interessante a premissa por mostrar a diferença de tratamentos.
    Bijooos
    Anna - Letras & Versos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei sabendo que o livro era baseado em fatos reais depois que li, isso me fez adorar ainda mais o livro! E realmente, livros assim nos faz pensar justamente isso que você disse "Será possível"?

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...